Anti-helmíntico do trato gastrointestinal

Princípio Ativo: albendazol

Registro M.S.: 1.5423.0044.

Indicação: Tratamento de infecções por Ascaris lumbricoides, Entero-bius vermicularis, Necator americanus, Ancylostoma duode-nale, Trichuris trichiura, Strongyloides stercoralis, Taenia spp. e Hymenolepis nana; de opistorquíase (Opisthorchis viver-rini) e larva migrans cutânea; e de giardíase (Giardia lamblia, G. duodenalis, G. intestinalis) em crianças.

Apresentações:
400mg – cx. c/ 01 comp. mastigável
400mg – cx. c/ 03 cprs. mastigáveis
Suspensão oral 40mg/mL frasco c/ 10mL

Caixa de embarque: cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: Hipersensibilidade ao albendazol ou a qualquer componente do produto. Não deve ser usado durante a gravidez ou em mulheres com a possibilidade de engravidar. Cuidados e advertências: Devese assegurar, antes de utilizar o produto, de que não há processo de gravidez. Recomenda-se a administração de Albel na primeira semana da menstruação ou após resultado negativo de um teste de gravidez. Não se recomenda administrar Albel na faixa etária abaixo de 2 anos de idade. Reações adversas e interações: Casos raros de desconforto gastrintestinal, náusea e vômitos, diarreia, constipação, cefaleia e prurido cutâneo tem sido relatados. Pode ser tomado durante ou após as refeições, ou de estômago vazio. De modo geral, pode continuar a tomar outros medicamentos durante o tratamento com Albel, exceto se estiver fazendo uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes podem provocar o aumento da concentração dos metabólitos do medicamento no sangue. O ritonavir, a fenitoína, a carbamazepina e o fenobarbital podem reduzir as concentrações do metabólito do medicamento no sangue. Posologia: 1 comprimido de 400mg ou 10mL da suspensão. Nos casos de infecção confirmada ou suspeita de Strongyloides stercoralis e Taenia spp, Albel 400 mg, como dose única, deve ser administrado por três dias consecutivos. Em caso de giardíase, uma dose única de Albel 400mg (10mL), diariamente, por 5 dias é eficaz em crianças. Os comprimidos podem ser engolidos, mastigados, partidos ou triturados.