Antidepressivo

Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. Registro  M.S.:  1.5423.0225

Indicação: Tratamento da depressão acompanhada por sintomas de ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo em adultos e crianças, do transtorno do pânico, do transtorno do estresse pós-traumático, da fobia social ou transtorno de ansiedade social e da síndrome da tensão pré-menstrual e/ou transtorno disfórico pré-menstrual.

Apresentações:
50mg – cx. c/ 30 cprs. rev.
100mg – cx. c/ 30 cprs. rev.

Caixa de embarque: cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: Hipersensibilidade conhecida à sertralina ou a outros componentes da fórmula, mulheres grávidas e lactantes e crianças menores de 6 anos de idade. Cuidados e advertências: Não substituir outro antidepressivo por este medicamento sem adequada avaliação médica. Pacientes diabéticos devem ser monitorados cuidadosamente quanto aos níveis de açúcar no sangue. Deve ser usado com cuidado em pacientes com glaucoma de ângulo fechado ou história de glaucoma. Durante o tratamento, não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas. Reações adversas e interações: Reações indesejáveis podem ocorrer com o uso deste medicamento dentre eles insônia, sonolência, tontura, dor de cabeça, diarreia, boca seca, náusea, distúrbios da ejaculação e fadiga diminuição ou aumento do apetite, sintomas de depressão, diminuição do desejo sexual, agitação, ansiedade, formigamento, aumento da tensão muscular, tremor, contrações musculares
involuntárias, deficiência visual, zumbido, palpitações, rubor, bocejo, vômito, dor abdominal, prisão de ventre, dispepsia, rash, hiperidrose, artralgia, disfunção sexual, menstruação irregular, dor no peito, mal estar. Não fazer uso concomitante deste medicamento com inibidores da monoaminoxidase (IMAO) e pimozida. Posologia: Deve ser tomado por via oral, em dose única diária pela manhã ou à noite, com ou sem alimentos, preferencialmente no mesmo horário todos os dias. A dose máxima recomendada é de 200mg/dia.