Anti-infeccioso

Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. Registro M.S.: 1.5423.0191

Indicações: Nas condições inflamatórias oculares que respondam aos esteroides e onde exista infecção bacteriana ocular ou risco de infecção; também indicado na uveíte anterior crônica e traumas corneanos causados por queimaduras químicas, por radiação ou térmica, e também em casos de corpo estranho. É ativo contra Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Haemophilus infl uenzae, Klebsiella / Enterobacter sp., Neisseria sp. e Pseudomonas aeruginosa.

Apresentação:
Solução oftálmica 0,1% + 0,35% + 6.000UI frasco c/ 5ml

Caixa de embarque: cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: Ceratite epitelial por herpes simples (ceratite dendrítica), vaccinia, varicela e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Doenças micóticas oculares. Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Cuidados e advertências: NÃO DEVE SER INJETADO. O uso prolongado podesuprimir a resposta do hospedeiro e, portanto, aumentar o perigo de infecções oculares secundárias. Em condições purulentas agudas dos olhos, os esteroides podem mascarar infecção ou exacerbar infecções existentes. Se o produto for utilizado por 10 dias ou mais, a pressão intraocular deve ser rotineiramente avaliada. O uso prolongado pode resultar em glaucoma com dano ao nervo óptico, defeitos na acuidade e nos campos visuais e formação de catarata subcapsular posterior. Deve-se considerar a possibilidade de infecções micóticas persistentes da córnea após administração prolongada de esteroides. Não se determinou a segurança do uso intensivo ou prolongado de esteroides tópicos em gestantes. Reações adversas e interações: A reação mais comum aos anti-infecciosos é a sensibilização. As reações devidas ao componente esteroide são: elevação da pressão intraocular com possível desenvolvimento de glaucoma e dano ao nervo óptico. O sulfato de neomicina pode causar sensibilização cutânea. Posologia: AGITE BEM ANTES DE USAR. Instilar 1 ou 2 gotas topicamente no saco conjuntival. Em casos graves, as gotas podem ser administradas de hora em hora, diminuindo-se gradativamente a dosagem até a melhora da inflamação. Em casos leves, as gotas podem ser utilizadas de 4 a 6 vezes por dia.