Antiulceroso

Princípio Ativo: omeprazol

Registro M.S.: 1.5423.0019. 

Indicação: Indicado para tratar úlceras gástricas e duodenais, refluxo gastroesofágico. Também é usado para tratar dispepsia, condição que causa acidez, azia, arrotos ou indigestão.

Apresentações:
20mg – cx. c/ 28 cáps.
20mg – cx. c/ 56 cáps.
40mg – cx. c/ 28 cáps.

Caixa de embarque:
cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: Hipersensibilidade ao omeprazol ou a qualquer componente da fórmula. Cuidados e advertências: Deve ser administrado com supervisão adequada a indivíduos com função hepática e/ou renal alteradas. Na presença de úlcera gástrica, a possibilidade de malignidade da lesão deve ser precocemente afastada, uma vez que o uso do omeprazol pode aliviar os sintomas e retardar o diagnóstico desta patologia. Reações adversas e interações: As reações mais comuns são cefaleia, constipação, diarreia, náusea e dor muscular, sendo de intensidades leves e não frequentes. Pode inibir o metabolismo das drogas que dependem da citocromo P-450 mono-oxigenase hepática. Diazepam, fenitoína e warfarina podem ter sua eliminação retardada pelo omeprazol. Posologia: 20 mg uma vez ao dia antes do café da manhã, durante 2 a 4 semanas no caso de úlceras duodenais e durante 4 a 8 semanas para úlceras gástricas e esofagite de refluxo. 20 mg antes do café da manhã para profilaxia de úlceras duodenais e esofagite de refluxo. Em pacientes com Síndrome de Zollinger-Ellison a dosagem deve ser individualizada de maneira a se administrar a menor dose capaz de reduzir a secreção gástrica ácida abaixo de 10 mEq durante a hora anterior à próxima dose. A posologia inicial é normalmente de 60 mg em dose única; posologias superiores a 80 mg/dia devem ser administradas em 2 vezes.