Anti-inflamatório bucal

Princípio Ativo: triancinolona acetonida

Registro M.S.: 1.5423.0127.

Indicação: Tratamento auxiliar e alívio de sintomas associados com lesões inflamatórias orais e lesões ulcerativas resultantes de trauma.

Apresentação:
Pomada orabase 1mg/g bisnaga c/ 10g.

Caixa de embarque:
cx. padrão c/ 60 und.

Contraindicações: Hipersensibilidade a qualquer dos seus componentes. Contraindicado na presença de infecções fúngicas, virais ou bacterianas da boca ou garganta. Cuidados e advertências: Não deve ser usado em mulheres com potencial de gravidez e particularmente durante o início da gravidez, a não ser que, no julgamento do médico ou dentista, o benefício potencial exceda os possíveis riscos. Pacientes com tuberculose, úlcera péptica ou Diabetes Mellitus. Não devem ser tratados com qualquer preparação de corticosteroide sem o conselho do médico. Deve-se ter em mente que as respostas normais de defesa dos tecidos orais são diminuídas em pacientes recebendo terapia corticosteroide tópica. Cepas virulentas de micro-organismos orais podem ser multiplicadas sem produzir os sintomas de advertência usuais de infecções orais. Se não ocorrerem regeneração significativa ou reparação dos tecidos orais em 7 dias, é aconselhável investigação adicional na lesão oral. Reações adversas e interações: A administração prolongada pode conduzir a reações adversas como supressão adrenal, alteração do metabolismo de glicose, catabolismo de proteínas, ativações da úlcera péptica e outras. Não há interação medicamentosa conhecida. Posologia: Uma pequena quantidade, sem esfregar, sobre a lesão até que se desenvolva uma película fina. Pode ser necessária quantidade maior para cobrir algumas lesões. Deve ser aplicado ao deitar, a fim de permitir ao esteroide entrar em contato com a lesão durante a noite. Dependendo da gravidade dos sintomas pode ser necessário aplicar o preparado 2 a 3 vezes ao dia, de preferência após as refeições.