Anti-infeccioso ginecológico

Princípio Ativo: tioconazol + tinidazol

Registro M.S.: 1.5423.0087

Indicação: Tratamento de vulvovaginites causadas por Candida, Trichomonas e Gardnerella isoladas ou mistas.

Apresentação:
Creme vaginal 20mg/g + 30mg/g bisnaga c/ 35g + 7 aplicadores

Caixa de embarque: cx. padrão c/ 30 und.

Contraindicações: Hipersensibilidade a agentes antimicrobianos imidázolicos como o ticonazol + tinidazol, a qualquer agente antimicrobiano derivado do 5- nitroimidazol ou a quaisquer componentes de sua fórmula. Não deve ser usado no primeiro trimestre da gravidez e em lactantes. O uso nos dois últimos trimestres requer que os potenciais benefícios sejam levados em conta com os possíveis riscos para a mãe e o feto. Contraindicado em pacientes com quadro atual ou antecedentes de discrasias sanguíneas e com distúrbios neurológicos orgânicos. Cuidados e advertências: Utilizar medidas higiênicas para controlar as fontes de infecção ou de reinfecção. Lavar as mãos com sabonete e água antes e após usar o medicamento. Deve ser aplicado apenas por via intravaginal. Reações adversas e interações: Os efeitos adversos mais comuns são reações alérgicas locais, edema genital, eritema e sensação de queimação local. Com menos frequência podem ser observados: queimação urinária, edema dos membros inferiores, irritação local, sangramento vaginal, distúrbios vaginais, queimação vulvovaginal e dor vulvar. Embora não tenham sido relatados com a administração vaginal da associação tinidazol/tioconazol, alguns efeitos adversos gastrintestinais, neurológicos e leucopenia transitória foram registrados após o uso sistêmico do tinidazol. Outros efeitos adversos raramente observados são cefaleia, cansaço, língua pilosa, urina escura, e reações hipersensibilidade, na forma de erupção cutânea, prurido, urticária e edema angioneurótico. Raramente a administração sistêmica de tinidazol juntamente com as bebidas alcóolicas pode produzir aparecimento de cólicas abdominais, rubor e vômito. Evitar o uso de medicamentos anticoagulantes orais durante o tratamento, pois os anticoagulantes podem ter seus efeitos aumentados. Posologia: Aplicar o conteúdo de um aplicador cheio, uma vez à noite, ao deitar-se, durante 7 dias ou como alternativa, duas vezes ao dia, durante 3 dias. Deve ser aplicado profundamente na vagina, de preferência fora do período menstrual. A medicação não precisa ser descontinuada caso o período menstrual iniciar durante o tratamento. Não usar absorventes internos.